terça-feira, 3 de julho de 2012

Viajando para a Itália com um bebê

... aliás, com dois!

Explico.

Cansei de esperar o voo!
Meu pai quis reunir a família toda, em uma viagem para a Itália, para comemorar seus 60 anos. Então ao todo 12 pessoas, meus pais, minhas irmãs com os maridos, meu irmão com a namorada, eu e Ric, meu filho Lucas e meu sobrinho Dedé (1 ano e 1 mês e 1 ano e 2 meses respectivamente). Além da minha sobrinha que está na barriga da minha irmã.

Desbravando a cidade com vovô
No começo ponderamos, decidimos não levar o Lucas. Acontece que em fevereiro resolvemos fazer um teste e fizemos uma viagem de 5 dias sem ele. Depois disso decidimos COM CERTEZA levar. Agora ele faz parte da nossa vida e vai nos acompanhar sempre, e a gente que dê um jeito de fazer as coisas funcionarem!

Foi a decisão mais acertada ever! Posso dizer que Lucas é um viajante nato! Desde a hora em que chegamos no aeroporto até o último dia ele era o mais feliz e animado da viagem! Curtiu muito!

Fomos para Veneza e Toscana. Foi uma viagem light e tranquila para fazer com crianças. Eliminamos cidades grandes, nada de programação rigída e horários marcados. E assim fluiu...

Bom, agora vamos à parte prática da coisa:

- Alimentação:

Mais ou menos 1 semana antes liguei na cia aérea e solicitei refeição para bebês, solicitei pra garantir, mas na verdade nem usei. A TAM fornece papinhas da Nestle doces e salgadas. Não usei porque Lucas dormiu a viagem inteirinha e os horários não bateram.

Outro ponto importante: decidi levar papinhas da Nestle só para os primeiros dias e depois íamos nos virar por lá, ou comprar  papinhas italianas ou Lucas comer comida normal com a gente, afinal ele já tem 1 ano e pode.

Leite eu levei o suficiente para todos os dias, não quis arriscar e foi uma ótima decisão. Assim, pelo menos as 3 mamadas diárias ficaram garantidas.

Lá na Itália não achei Nestle, acho que não existe lá... Comprei outras marcas.

Hora do almoço, procurava um lugar pra sentar e mandava ver!
Bom, no final das contas a alimentação dele foi péeeessimaaaaaaaaaaa! Mas quer saber, eu que sempre fui super rígida e regrada com essas coisas percebi que em uma viagem como essa eu tinha que relaxar senão ia ficar doida. E assim foi! Até chocolate e sorvete Lucas comeu! Como eu ia negar pra ele o melhor gelato do mundo? hahahaha

Mas não virou festa não! Pensei assim, férias pode, férias tá liberado, e pensando bem acho que vai ser assim mesmo sempre, férias e viagem a gente sai da rotina, enfia o pé na jaca, as coisas devem ser mais leves e divertidas e pronto! Sem neuras!

Pé na jaca! Só nas férias que pode hein filho!!!
Fruta foi basicamente banana, que eu pegava sempre do café da manhã, suco quase não rolou, às vezes dava do café da manhã e no final liberei os de caixinha... As papinhas italianas às vezes ele comia, ás vezes não. Os horários ficaram loucos e tinha dia que ele jantava junto com a gente às 22hs! (Oh my! Nunca imaginei que um dia eu ia permitir isso! hahaha) Comeu massa, nhoque, molho pesto, molho trufado, adorou tudo.

Depois de tanta bagunça na rotina alimentar do meu filhotico, quando chegamos no Brasil parecia que o bichinho estava esfomeado tadinho... Voltamos facilmente à nossa rotina e ele comeu muito bem!

- Fuso e sono:

Como eu disse, Lucas dormiu a viagem inteira, tanto na ida quanto na volta, mas se ele não dormisse fomos preparados. O pediatra receitou Dramin em gotas e falou que podíamos dar sem neuras.

Descansando
Além disso, tinha o fuso. Fiquei um pouquinho com medo de Lucas não se adaptar rapidamente ao fuso, maaaaasss como já disse meu baby é um viajante nato e parece que o fuso de 5 horas a mais nem fez cosquinha nele!

Dormia sempre na hora que tinha que dormir, acordava também. Graças a Deus foi super tranquilo e não precisamos passar nenhuma noite em claro para ajustar os horários.
Momento vovô cuidando dos dois babies
  Na volta a mesma coisa, parecia que nada tinha mudado. Claro que ele dormiu muito pois a viagem foi cansativa. Mas tudo dentro do esquema.

- Vestuário:

Levei praticamente todas as roupas do Lucas... Claro que sobraram algumas, mas nada demais, melhor assim, levar muita roupa, para todos os climas.

No entanto, a dica nesse item é no nosso vestuário! Até hoje, sempre que viajava levava uma quantidade menor de parte de baixo (saia, short, calça) pois isso a gente acaba repetindo mesmo. E casaco, se o destino não era de frio, era um mesmo, pro avião, pra noite ou caso o tempo virasse de repente.

Acontece que quando você está com o bebê você não pode contar com repetir nenhuma roupa, elas sujam, porque eles te sujam com comida, com xixi que eventualmente vaza...! Tive que usar o serviço de lavanderia do hotel umas duas vezes!

Netinhos com vovô e vovó

Fazendo amizade
Baguncinha

- Outras dicas:

Em todos os hotéis quando fizemos reserva solicitei berço e banheira. Berço sempre tinha aqueles desmontáveis e banheira de bebê não tinha, mas eles sempre nos colocavam em apartamentos que tinha banheira no banheiro, e isso já facilitava muito.

Outra coisa que levei e foi essencial foi o DVD portátil do Lucas e os dois DVDs da Galinha Pintadinha. Como nosso roteiro tinha muita viagem de carro o DVD foi perfeito para distrai-lo. Era a conta de eu coloca-lo no bebê conforto que ele já apontava pro DVD pedindo pra eu ligar.

Priminhos!
Importante! Levamos um carrinho levinho, pequeno, fácil de usar e de transportar. Nosso fiel escudeiro!

Assento conforto: mulheres com criança de colo tem direito ao assento conforto na TAM sem taxa adicional. É só pedir na hora do check in. Se Ric quisesse ir do meu lado ele teria que pagar uma taxa que nos informaram ser de EUR 75. Não pagamos, ele foi no assento logo atrás do meu e foi tudo certo!


Curtindo minha trip


Family!

4 comentários:

  1. Mariiiiiiiiii! Adorei todas as dicas!
    Esse ano vamos fazer uma viagem pro SUL e a cada ano quero aumentar as distâncias.
    Vou deixar essa dica de acento conforto anotadíssima! Adorei ver o Lucas todo fofo na viagem, super companheiro!
    Bjo

    Mariliz

    ResponderExcluir
  2. Я с таким интересом прочитала эту статью с советами! У меня есть маленькая внучка, но ей всего 2,5 месяца. Мне очень понравились фотографии. Вы молодцы, что путешествуете с детьми. К сожалению, очень плохой перевод на русский язык.

    ResponderExcluir
  3. Amei o menininho na mala! Muito fofo!

    ResponderExcluir
  4. Oi! Muito legal o post! Queria saber se esse carrinho "guarda-chuva" anda bem pelas ruas da Italia ou se tem muitos buracos, pedras ou paralelepípedos. Devemos ir para Roma, Florença e Veneza em Outubro. O clima deve estar ficando frio e quando vocês foram?

    Abraços
    Rafael Xavier

    ResponderExcluir